Categorias:

Como construir um Home-Office saudável e produtivo

Qual a importância de um ambiente estruturado? Provavelmente você está tendo que adaptar o seu quarto ou a sala de jantar para uma atividade à qual ela não foi projetada: o seu trabalho.

Isso pode afetar a sua produtividade e o seu corpo, e é bem provável que você já tenha sentido alguns sintomas, como: dores nas costas, fadiga visual e insônia.

Home-Office vai além de uma cadeira ergonômica

Já começo te dizendo que apenas uma boa cadeira não basta! Apesar do home-office não ser algo relativamente novo, ainda vejo muito se falar sobre cadeira quando tocamos nesse assunto.

De fato, a cadeira é um dos principais motivos para a famosa dor nas costas, e por isso considerado um dos itens mais importantes.

No início da quarentena, a pesquisa pelo termo dor nas costas subiu 76% nas buscas do Google, de acordo com o Google Trends.

Porém, outros elementos também afetam consideravelmente a sua produtividade e saúde, mas você age de forma tão inconsciente que nem percebe.

Sabe quando você olha pro relógio e percebe que já é tarde e trabalhou demais?

Pois é, isso acontece pelo fato de estarmos em ambientes fechados sem contato com a luz natural.

A luz natural é de extrema importância para o nosso corpo. Ela tem princípios ativos que aumentam os níveis de cortisol, hormônio que acelera o metabolismo, e nos deixa mais ativos. Ao fim do dia, quando a luz natural diminui, o nosso corpo tende automaticamente a relaxar.

Por isso hospitais são bem iluminados, já que exigem dos profissionais uma atividade em horário noturno.

O que muitas vezes acontece é que essa luz natural pode incomodar e você tenha que fechar a cortina, correto?

Por isso, o ideal é que você adapte a sua estação de trabalho paralela à janela, assim poderá obter uma boa iluminação natural sem que a mesma incinda sobre o seu olho, ou sobre a tela do monitor.

Acessórios devem ser dimensionados de acordo com a sua fisiologia

Antes de tudo, se imagine trabalhando apenas com o notebook numa mesa! Automaticamente o seu pescoço vai ficar olhando para baixo, correto?

Ao fazermos isso, nosso pescoço entra numa posição desconfortável, e mesmo que você não perceba, ao fim do dia você sentirá um incômodo físico.

O que fazer?

  • Primeiro de tudo, o notebook deve sempre ser usado com suporte, mouse e teclado externo. Não é às vezes, dia sim ou dia não. É sempre!
  • Além disso, hoje é muito comum usarmos 2 telas devido à praticidade, mas é ideal que a tela principal esteja sempre à sua frente. Isso diminui a frequência com que você gira o pescoço, evitando consequentemente um desconforto ao fim do dia.
  • A tela auxiliar, como o próprio nome já diz, é para auxiliar, e provavelmente você usará menos. Por isso, deve ser colocada na diagonal.
  • A altura também é um fator importante nesse quesito, e deve ser ajustada de modo que a parte de cima da tela fique numa altura confortável do seu olho.

Lembre-se: Olhar para baixo sempre vai ser mais confortável do que olhar para cima.

Existem vários modelos de suportes de notebook e monitor à venda, mas uma dica eficiente e sem desculpas é usar livros que você já tem em casa.

Essas foram apenas algumas dicas básicas que podem te ajudar, e acredito que é um ótimo começo para uma boa estrutura de um ambiente de trabalho.

Eu sou Jaque Paz, arquiteta especializada em Workplace, e adoro ajudar! Então, qualquer dúvida, não guarda! Pode falar comigo no instagram ou linkedin 🙂